Meu Big Chop (Grande Corte)

Olá meus amores!

Hoje vim falar com vocês sobre o meu Big Chop – BC. Mas antes gostaria de lembrar que em outubro fiz um post falando da minha decisão pela transição capilar.

Muitas colegas sofrem com a transição, por que a partir do momento que se interrompe o uso do relaxamento (alisamento), e deixamos o cabelo crescer sem a química, nos deparamos com o que nos incomoda. Um tanto de raiz crespa e outro “tantão” de cabelo alisado. Aí começa o incômodo. O cabelo começa a ficar com texturas diferentes, sem forma, sem jeito pra arrumar.

E quando pensei na transição tudo isso me veio à cabeça. Tudo que eu sempre procurei evitar. Fazia relaxamento, após três meses retocava a raiz. Por anos e anos foi assim. E nem pensar passar daqueles três meses. Como relaxei o cabelo (pela última vez) em outubro, deveria esperar chegar janeiro para fazer o tal retoque. Então até lá, talvez uns três centímetros crescidos de raiz. Com a minha decisão, pensei em fazer o BC quando chegasse janeiro ou fevereiro.

Quando resolvi mudar, o cabelo alisado passou a não me interessar mais. Comecei a pesquisar blogs sobre cabelos crespos e cacheados, passei a me interessar pelos produtos específicos, ver fotos de mulheres – lindíssimas – que estão em transição ou passaram pelo BC. Mulheres que já estão com os cabelos crespos ou cacheados. Qual foi o resultado de tudo isso? Ansiedade pra chegar logo janeiro. Então, como janeiro ainda não chegou, mas vai chegar, decidi pelo BC. Ah, vamos logo com Isso! Hehehe…

E esse é o resultado do meu BC.

O Big Chop é aquele Grande Corte que fazemos pra tirar a química. muitas meninas optam por ir cortando as pontinhas até sair de vez todo o cabelo alisado. Eu não quis passar por esse lento  processo. Achei melhor tirar o mal pela raiz logo o que tinha de cabelo alisado. O Cabeleireiro ficou espantadíssimo quando mostrei a ele a imagem de uma modelo que peguei na net. Falei que queria o cabelo assim, bem curto.

12255330_1037701482917719_960111853_o (1)

Imagem retirada da internet.

Ele passou a máquina três, e não é que ainda ficou um tantinho de cabelo alisado! Bem pouquinho, mas ainda ficou. Máquina dois? Melhor não, tá de bom tamanho, hehehe…

Sabe o que tenho ouvido desde a última quinta-feira? Nossa você tem muita coragem! Por que cortou o cabelo assim? E acho que ainda vem mais por aí! Não me arrependo, sei que o corte foi bem radical mesmo, poucas tem essa coragem, mas acho que é por aí. Agora não tem jeito, vou ter que ter paciência. Afinal, cabelo não cresce da noite para o dia.

Espero que tenham gostado! Quem tiver alguma experiência com BC e quiser compartilhar, fique à vontade! Beijos e até o próximo post.

Anúncios

Resenha: Paleta de sombras Zunphy

Olá meus amores!

Hoje vim mostrar pra vocês essa paleta de sombras que eu simplesmente amei. Aqui em Petrópolis ainda não vi vender em lugar nenhum. Eu comprei de uma pessoa que revende. Confesso que fiquei meio insegura na hora da compra. Será que é boa? Será que as cores são bem pigmentadas?

Eu gostei e sim as cores são muuiiito pigmentadas. Adorei e quer saber? Eu quero mais.

Essas três primeiras cores são bem pigmentadas, principalmente os tons de azul, o lilás tem mais brilhinhos.

A quarta cor é um coral lindo, esse lilás é opaco, e a sexta cor parece um dourado com um fundo verde. Lindo também!!

A sétima não sei descrever muito bem. Parece um azul com um fundo verde, a cor do meio é um roxinho e outro tom de azul com uma cintilância.

Tem um rosinha muito fofo, bem clarinho, o outro rosa é mais pigmentado e bem cintilante e a última cor é um dourado lindo, também cintilante. Amei todas as cores e me surpreendi, tanto que já até arrisquei alguma coisa.

É isso que vim mostrar. Agora doidaaaaa pra testar mais produtos da Zanphy.

Alguém já usou? O que acharam? Beijokas e até o próximo post.

13 Filmes para Assistir na Sexta-Feira 13

Olá!

Hoje é sexta-feira 13, considerado como o dia do azar. Vamos conhecer um pouco dessa história.

Tudo indica que essa crendice vem de duas lendas da mitologia nórdica. De acordo com a primeira delas, houve, no Valhalla – a morada celestial das divindades -, um banquete para 12 convidados. Loki, espírito do mal e da discórdia, apareceu sem ser chamado e armou uma briga em que morreu Balder, o favorito dos deuses. Instituiu-se, então, a superstição de que convidar 13 pessoas para jantar era desgraça na certa e esse número ficou marcado como símbolo do azar. A segunda lenda é protagonizada pela deusa do amor e da beleza, Friga, cujo nome deu origem às palavras friadagr e friday, “sexta-feira” em escandinavo e inglês. Quando as tribos nórdicas se converteram ao cristianismo, a personagem foi transformada em uma bruxa exilada no alto de uma montanha.

Para se vingar, Friga passou a reunir-se, todas as sextas-feiras, com outras 11 feiticeiras, mais o próprio Satanás, num total de 13 participantes, para rogar pragas sobre a humanidade. Da Escandinávia, a superstição espalhou-se por toda a Europa, reforçada pelo relato bíblico da Última Ceia, quando havia 13 pessoas à mesa, na véspera da crucificação de Cristo – que aconteceu numa sexta-feira. No Antigo Testamento judaico, inclusive, a sexta-feira já era um dia problemático desde os primeiros seres humanos. Eva teria oferecido a maçã a Adão numa sexta-feira e o grande dilúvio teria começado no mesmo dia da semana.

Então, foi pensando nesse dia que eu separei 13 filmes de terror, para você escolher o seu. O primeiro não poderia ser nada menos que o clássico filme Sexta-feira 13.

Clay (Jared Padalecki) vai à misteriosa floresta de Crystal Lake, em busca de sua irmã desaparecida. Lá ele encontra restos de velhas cabanas, aparentemente abandonadas. Apesar de ser avisado pelos oficiais e habitantes locais, ele resolve explorar o local juntamente com uma jovem, que está em um grupo que se formou para passar um final de semana de aventuras. O que eles não esperavam era encontrar Jason Voorhess (Derek Mears), o assassino da máscara de hóquei.

Carrie – A Estranha

Carietta White (Chloë Grace Moretz) sempre foi oprimida pela sua mãe, Margaret (Julianne Moore), uma fanática religiosa. Além dos maus tratos em casa, Carrie também sofre com o abuso dos colegas de escola, que nunca compreenderam sua aparência nem seu comportamento. Ridicularizada por todos, aos poucos ela descobre que possui estranhos poderes telecinéticos, que se manifestam com força total durante sua festa de formatura.

Ouija – O Jogo dos Espíritos

Filme baseado no jogo de mesmo nome, utilizado para estabelecer comunicação com espíritos. De acordo com as regras do jogo, os espíritos fazem uma pedra se mover sobre letras em um tabuleiro, compondo frases destinadas aos jogadores. Na trama, uma adolescente deve lidar com a morte da irmã, e usa Ouija para falar com ela.

A Entidade

Ellison (Ethan Hawke) é um escritor de romances policias que acaba de se mudar com a família. No sótão da nova casa ele descobre antigos rolos de filme, que trazem imagens de pessoas sendo mortas. Intrigado com o que elas representam e com um estranho símbolo presente nas imagens, ele e sua família logo passam a correr sério risco de morte. Com Vincent D’Onofrio.

Mama

Quando o pai de Victoria e Lilly mata a mãe das garotas, as crianças fogem assustadas para uma floresta. Durante cinco anos, ninguém tem notícia do paradeiro delas, até o dia em que elas reaparecerem, sem explicarem como sobreviveram sozinhas. Os tios das duas, Lucas (Nikolaj Coster-Waldau) e Annabel (Jessica Chastain) adotam Victoria e Lilly e tentam dar uma vida tranquila às duas, mas logo eles percebem que existe algo errado. As duas conversam frequentemente com uma entidade invisível, que chamam de “Mama”. Lucas e Annabel não sabem se acreditam nas meninas, ou se devem culpá-las pelos estranhos acontecimentos na casa.

Possessão

Clyde (Jeffrey Dean Morgan) e Stephanie Brenek (Kyra Sedgwick) estão separados, mas conseguem se relacionar para o bem das duas filhas do casal. Quando ele compra uma casa nova, sua filha mais nova Em (Natasha Calis) o convence a comprar algumas coisas para lá, entre elas, uma caixa de madeira muito bem trabalhada e ao mesmo tempo misteriosa, que não se pode abrir. Encantanda pelo artefato, a jovem descobre como se abre, passa a ouvir vozes e, em seguida, estranhos acontecimentos começam a acontecer na casa. Desconfiado do comportamento da caçula, totalmente diferente, ele conversa com a ex que não dá ouvidos e eles começam uma nova crise. Quando a mãe se dá conta de que ele falava a verdade, já é tarde demais, pois a jovem está possuída por um espírito do mal, que se alimenta de seus hospedeiros. Começa então uma corrida contra o tempo para salvá-la e um exorcismo pode ser a solução.

Sobrenatural – A Origem

Em eventos anteriores aos apresentados em Sobrenatural, Sean Brenner (Dermot Mulroney) e a filha, Quinn (Stefanie Scott), são aterrorizados por entidades misteriosas. A especialista em fenômenos paranormais Elise Rainier (Lin Shaye) se envolve no caso e busca uma forma de livrar a família do demônio.

The Babadook

Seis anos já se passaram desde a morte de seu marido, mas Amelia (Essie Davis) ainda não superou a trágica perda. Ela tem um filho pequeno, o rebelde Samuel (Noah Wiseman), e tem dificuldades para amá-lo. O garoto sonha diariamente com um monstro terrível e ao encontrar um livro chamado “The Babadok” reconhece imediatamente seu pesadelo. Certo de que Babadok deseja matá-lo, o menino começa a agir irracionalmente, para desespero de Amélia.
O Mistério das Duas Irmãs

theuninvited_02

Após sua mãe morrer em um incêndio, a jovem Anna (Emily Browning) tenta o suicídio. Como resultado, vai parar em uma clínica para tratamento. Dez meses depois, Anna continua sem lembrar o que aconteceu na noite em que a mãe morreu. Apesar disto, o dr. Silberling (Dean Paul Gibson) resolve lhe dar alta. Anna é então levada de volta para casa por seu pai, Steven (David Strathairn), um escritor de sucesso. Lá ela encontra Rachel Summers (Elizabeth Banks), a enfermeira de sua mãe, como sua madrasta e também sua irmã, Alex (Arielle Kebbel). Logo Anna passa a ser assombrada por fantasmas, que a fazem acreditar que Rachel matou sua mãe.

 Invocação do Mal

Harrisville, Estados Unidos. Um casal (Ron Livinston e Lili Taylor) muda para uma casa nova ao lado de suas cinco filhas. Inexplicavelmente, estranhos acontecimentos começam a assustar as crianças, o pai e, principalmente, a mãe. Preocupada com algumas manchas que aparecem em seu corpo e com uma sequência de sustos que levou, ela decide procurar um famoso casal de investigadores paranormais (Patrick Wilson e Vera Farmiga), mas eles não aceitam o convite, acreditando ser somente mais um engano de pessoas apavoradas com canos que fazem barulhos durante a noite ou coisas do gênero. Porém, quando eles aceitam fazer uma visita ao local, descobrem que algo muito poderoso e do mal reside ali. Agora, eles precisam descobrir o que é e o porquê daquilo tudo acontecendo com os membros daquela família. É quando o passado começa a revelar uma entidade demoníaca querendo continuar sua trajetória de maldades.

A Mulher de Preto

Arthur Kipps (Daniel Radcliffe) foi enviado por seu escritório para regularizar os documentos de uma mansão abandonada, próximo a um vilarejo, cujas crianças morrem misteriosamente de tempos em tempos, sem que ele soubesse de nada disso. Quando começa a ter uma série de visões sinistras durante a execução de suas tarefas, inclusive uma de uma mulher vestida de preto, ele descobre que existe algo relacionado ao passado daquele local e decide investigar, provocando a ira dos moradores e a morte de mais vítimas. Agora, só o tempo para dizer se o seu instinto paternal irá ajudar a resolver esse perigoso e grande mistério.

Exorcistas do Vaticano

Não recomendado para menores de 14 anos

Angela Holmes (Olivia Taylor Dudley), de 27 anos, acidentalmente corta seu dedo e vai parar na emergência, quando a infecção do ferimento faz com que ela comece a agir de forma estranha e assombrosamente começa a causar ferimentos graves e até mortes nas pessoas ao seu redor. O Padre Lozano (Michael Peña) examina a moça e acredita que ela está possuída. Ao tentar exorcisar o demônio, o Vaticano descobre que a força satânica em Angela é mais forte do que eles imaginavam.

Não Tenha Medo do Escuro

Sally Hurst (Bailee Madison) é uma criança solitária e curiosa, que foi morar com seu pai Alex (Guy Pearce) e Kim (Katie Holmes) numa mansão do século 19. Um dia, enquanto explorava a enorme propriedade, ela descobre um local escondido e isolado, desde que o construtor da residência desapareceu um século atrás. É quando a menina acaba libertando estranhas criaturas que pretendem levá-la para o mundo das trevas e precisa convencer os adultos de que não se trata de uma fantasia, mas de uma assustadora realidade.

 Aqui estão 13 filmes selecionados para você escolher e assistir hoje. Fazendo essa seleção acabei me lembrando da minha adolescência e de como eu gostava de assistir o filme do “Jason”.
Espero que tenham gostado!
Beijos!

Resenha: Shampoo Phytoervas de Jaborandi, Tônico Capilar de Jaborandi e Máscara de Nutrição Biovegetal

Ola meus amores!!

Hoje vim falar com vocês dos produtos de tratamento capilar que testei. Como já falei em posts anteriores eu decidi pela transição capilar, então, a hidratação agora tem outra finalidade, que é o fortalecimento e crescimentos dos fios, para posteriormente passar pelo Big Chop (Grande Corte).

Vou começar falando com vocês do Shampoo de Jaborandi da Phytoervas. Eu usei esse shampoo há um tempinho atrás por uns dois meses seguidos.

O que diz a marca?

O Shampoo Phytoervas de Jaborandi é sem sal, sem sulfato, sem corantes e sem parabenos. É um Phyto Complex – Cereais Integrais que:

Auxilia no fortalecimento e revigora os fios do cabelo. Ele é indicado para cabelos enfraquecidos e quebradiços.

O que é cosmética integral?

É a extração dos ativos da natureza na sua forma mais pura, sem nenhuma adição química. Este processo preserva seus nutrientes essenciais e potencializa seus efeitos.

E o que é Phytocomplex?

Phytocomplex é um complexo de cereais integrais de linho, trigo e quinoa responsável por potencializar a nutrição, restauração e ação contra o envelhecimento dos cabelos e pele*. Auxilia no fortalecimento dos fios, revigorando e dando mais vida aos cabelos. *Quando comparado a um extrato  comum.

Composição:

Aqua; Sodium Lauroyl Methyl Isethionate; Cocamidopropyl Betaine;; Glycerin; Sorbeth-450 Tristearate; Peg-9 Cocoate; Peg-32 Distearate; Peg-175 Distearate; Pilocarpus Pennatifolilus Leaf Extract; Peg-8 Pg-Coco-Glucoride; Guar Hydroxypropyltrimonium Chloride;  Disodium Edta; Methylchloroisothiazolinone; Methylisothiazolinone;Triticum Aestivum Germ Extract; Linum Usitatissimum Seed Extract; Chenopodium Quinoa Seed Extract; Citric Acid; Parfum.

Jaborandi nos cabelos:

A planta jaborandi é grandemente rica em uma substância chamada pilocarpina, a qual é responsável por estimular o crescimento dos fios e evitar sua queda.

O que achei:

Dá bastante espuma, tem um perfume bem gostoso. Os cabelos ficam bem limpinhos, e com o tempo percebi que realmente ficaram mais fortes e ajudou bastante no crescimento. Por isso voltei a usá-lo. Acho ele uma delícia! Hehehehe!!!

Tônico Capilar de Jaborandi

Com ativos naturais concentrados. Fortalece os fios. Diminui a queda e a caspa

O que diz a marca?

Com extratos de Jaborandi, Melaleuca e Aloe Vera. Ajuda a fortalecer os cabelos diminuindo a queda e a caspa deixando-os saudáveis. Estimula o crescimento e reduz a oleosidade excessiva e a seborreia.

Composição:

Water, Pilocarpus Penatifolius Extract, Propylene Glycol, Aloe Barbadensis, Melaleuca Alternifolha Leaf Extract, Olive oil Peg-7 Esters, Imidazolidinyl Urea, Fragrance, Methylchloroisothiazolinone, Disodium Edta.

Nós já sabemos para que serve o jaborandi. Agora, qual a função dos extratos de Melaleuca e Aloe Vera nos cabelos?

Melaleuca:

A melaleuca pertence à família botânica Myrtaceae (mesma da jabuticaba) e suas espécies mais conhecidas são a Melaleuca alternifolia e Melaleuca leucadendron. Ambas são valorizadas culturalmente devido ao potencial medicinal do óleo retirado de suas folhas, de cor amarela clara e forte aroma, muito utilizado em produtos farmacêuticos e cosméticos.

O óleo de melaleuca possui diversas propriedades que o possibilita ser utilizado como cosmético e até para fins medicinais. Entre suas propriedades, estão:

– Curativas

– Antissépticas

– Analgésicas

– Anti-inflamatórias

Aloe Vera:

Aloe vera

O Aloe vera é uma planta utilizada para diversos fins medicinais há muitos anos.

É um poderoso regenerador e antioxidante natural. A esta planta são reconhecidas propriedades antibacteriana, cicatrizante, capacidade de reidratar o tecido capilar e fechar as cutículas dos cabelos ou dérmico danificado por uma queimadura, entre outras.

Aloe vera é um excelente nutriente, com importantes proteínas, vitaminas e sais minerais. Com sua constituição química, permite a penetração na pele e, assim leva importantes nutrientes para as células vivas.

O que achei:

O frasco dele é em spray, então apliquei em todo o couro cabeludo, com o cabelo seco mesmo. Deixei por 30 minutos. Sendo que no modo de usar, a recomendação é de quinze minutos. Ele não tem cheiro forte e após lavar os cabelos não senti que ele ressecou. Como eu usei ele apenas uma vez não tem como falar muito dele. Acredito que só após um ou dois meses de uso.

Máscara de Nutrição Biovegetal:

O que diz a marca?

Possui ativos como o broto de bambu que é rico em aminoácidos, polímeros celulósicos, ácidos orgânicos, sais minerais (Ca, P e Fe), vitaminas (A, B, C), carboidratos e mucilagens em combinação com um composto de algas e aloe vera, que irão promover maior irrigação do couro cabeludo ajudando na restauração da estrutura dos cabelos, além de melhorar a textura e o volume.

Para que serve:

Broto de Bambu: o broto de bambu promove uma reconstrução da fibra capilar, devolvendo força e vida aos fios. Quando estão ressecados, os fios tendem a ficar com aspecto endurecido, cheios de pontas duplas e quebradiços. O extrato de bambu consegue regenerar essa estrutura, repondo a água no interior e devolvendo a elasticidade. Assim, o cabelo fica mais bonito e maleável.

Outra vantagem da hidratação com bambu é colaborar para que os fios cresçam fortes e saudáveis. O broto de bambu ativa o crescimento do cabelo porque repõe as vitaminas perdidas.

Aminoácidos: Os cabelos têm 65 a 90% de sua composição na forma de proteínas. Estas por sua vez são produzidas por nossas células do couro cabeludo usando como matéria-prima os aminoácidos.

Nem todos os aminoácidos conhecidos estão presentes nos cabelos, porém, para que possamos ter cabelos mais fortes, saudáveis e para colaborar na redução da queda os aminoácidos podem ser fundamentais.

Deficiências nutricionais, e agressões aos fios (clima, química, secador e chapa, água do mar ou piscina), são os maiores causadores de problemas capilares que evoluem com redução da produção ou da quantidade das proteínas dos cabelos.

Muitos problemas de queda de cabelo se beneficiam com o uso de aminoácidos, desde quedas mais simples, como as causadas por estresse, até quedas de tratamento mais prolongado como as genéticas ou causados por motivos variados.

A reposição de aminoácidos, seja por via oral seja por via tópica (aplicação direta nos fios ou no couro cabeludo), é de grande valia para a recuperação capilar e ajuda a corrigir e melhorar quadros de cabelos fracos, finos, quebradiços ou de couros cabeludos que vem sofrendo com a queda capilar.

Mais do que a simples utilização, a continuidade do uso permite resultados mais consistentes quando os aminoácidos são prescritos. Isto porque, os benefícios que estes trazem aos cabelos poderão ser vistos gradativamente, à medida que os cabelos crescem a partis do couro cabeludo, substituindo os cabelos que previamente estavam finos, fracos quebradiços ou caindo mais do que o normal.

O creme tem um cheirinho bom, não é muito consistente. Se virar o pote ele cai.

Passei o creme depois de ter lavado os cabelos. Na mesma hora em que passei o cabelo ficou molinho, bem desembaraçado. Ficou no cabelo por uns trinta minutos, sendo que no modo de usar pede que ele fique no cabelo por quinze minutos. Como passei apenas uma vez, não tenho muito a dizer. Daqui a um mês vamos ver como estará o cabelo.

Se vocês têm experiência com alguns desses produtos e queiram compartilhar, fiquem a vontade.

Beijos e até o próximo post!

TAG: Descobrindo novos Blogs

Olá meus amores!

Fiquei muito contente quando vi que fui indicada para responder uma tag. E quem me indicou foi a Amanda do Blog Garotas Perigosas. Adorei a indicação e agradeço muito!!!

O nome dessa Tag é “Descobrindo novos Blogs”.

As regras são:

  • Agradecer a quem te indicou, colocando o nome e o blog da pessoa que te indicou
  • Responder as perguntas abaixo;
  • Indicar até 10 blogueiros para responderem a tag;
  • Avisá-los do convite;
  • Formular 10 perguntas para eles responderem.

Vamos as perguntas:

  1. Qual sua meta de vida?

Hum… Minha meta de vida é sempre continuar aprendendo. Amo estudar, então sempre estou inventando alguma coisa pra fazer, pra aprender.

      2.  Indique uma música, um livro ou uma série

Eu indico a série “How to Get Away with Murder” que assisti no Netflix. É um thriller de suspense sobre um grupo de ambiciosos estudantes de Direito e sua brilhante e misteriosa professora de defesa criminal, Annalise DeWitt (Viola Davis) que se envolvem em uma trama de assassinato que vai agitar toda a universidade e mudar o curso de suas vidas. Adorei a série e estou ansiosa para assistir a segunda temporada.

      3.  Qual seu estilo de música preferido?

Meu estilo de música é o Pop Rock, tanto que adoro as músicas da Avril lavigne.

     4.   Se você pudesse escolher apenas um blog para seguir, qual seria?

Se eu pudesse seguir apenas um blog eu seguiria o Blog da Rayza Nicácio. Mas ainda bem que eu não tenho que seguir apenas um, heheheheh, se não seria muito difícil, sendo que tem tantos outros blogs legais.

      5.  Você gosta do seu nome? Se não, qual nome gostaria de ter?

Eu adoro o meu nome.

Ana Paula: Significa “mulher pequena cheia de graça”, “mulher graciosa de baixa estatura”.

Ana Paula é um nome feminino composto por dois nomes de origens diferentes, Ana e Paula.

O nome Ana surgiu a partir do latim Anna, que tem origem no hebraico Hannah, que quer dizer “cheia de graça”.

Já o nome Paula é a forma feminina de Paulo, que tem origem através no nome do latimPaullus, derivado de paullo, que quer dizer “pequeno, baixo, de baixa estatura”.

6.  De onde veio o nome do blog?

Pensei em colocar algo que tivesse muito a ver comigo. Como sou um pouco impulsiva, às vezes, no meu cotidiano, juntei essas duas palavras. Mas por que o cotidiano com “quo”? Há muito tempo tive um perfume que meu marido adorava, era da Natura e se chamava Quotidiano, então juntei as palavras “Impulso Quotidiano’ e amei o resultado.

7.  Tem alguma fobia? Qual?

Eu não tenho fobia

8.  Qual sua melhor qualidade?

É uma pergunta difícil de responder, mas acredito que sou uma pessoa empática. Qualidade necessária na minha profissão que é a psicologia.

9. Parte do corpo que jamais mudaria?

Não mudaria meus seios. Gosto deles.

10. Se você tivesse apenas um desejo para se tornar real, qual seria?

Teria uma filha.

AMEEEII!!!!!

Os indicados são:

Marcelle Maia

Casuísmo – Aceitando Opiniões

Ih! Mudei

Rodízio

Pitacos e Achados

Cotidianas Tiras

A Dama Aprendiz

Planning My Nomadic life

Jk Monde

As perguntas são:

  1. Com o que você não pode sair de casa sem?
  2. Quais seriam suas férias dos sonhos?
  3. Qual o filme que você menos gosta?
  4. Onde você enterraria um tesouro escondido se tivesse algum?
  5. Quais os filmes você poderia assistir várias vezes e continuar amando?
  6. O que você queria ser quando era criança?
  7. Existe uma profissão que você imagina fazer no seu futuro?
  8. Você sente falta de alguma coisa da infância?
  9. Se você pudesse visitar qualquer lugar do mundo, onde você iria e por que?
  10. Uma meta a cumprir de qualquer jeito no próximo ano:

Espero que tenham gostado e até breve!!

Beijos!

Alguns dos meus produtos para tratamento capilar

Olá meus amores!

No post anterior falei com vocês sobre a minha decisão pela transição capilar. Sei que há um longo caminho a ser percorrido. Será um caminho de hidratações e muuuita paciência. Não é apenas pela transição que vou fazer um tratamento, sempre fiz, sempre me preocupei com o que usar no cabelo, ainda mais em tempos de relaxamento. Mas antes era diferente. Queria um cabelo crescido, bem liso, com muito brilho, nossaaaaa já fiz tanta besteira pra ter esse cabelo “perfeito”, que hoje me arrependo.

A intenção agora é outra. Estimular o crescimento do cabelo, deixar a raiz fortalecida para num futuro não muito distante passar para a fase do Big Chop (Grande Corte) e depois me jogar na crespura, heheheehe!!! Tô animadíssima!

Separei alguns produtinhos pra mostrar pra vocês.

Pensei em fazer um cronograma capilar, então, pra iniciar comprei alguns produtos, com exceção do óleo de coco que eu já tinha em casa. Vou fazer um post resenha de cada produto, e assim que eu montar o meu cronograma capilar, venho aqui mostrar pra vocês.

Gostaria muito que vocês acompanhassem minha transição e aceito sugestões de produtos e também gostaria de saber como vocês tratam dos seus cabelos. Sei que no mercado tem muita coisa boa, quando entro numa loja, como essa que eu comprei esses produtos, a Mega Vale, dá vontade de sair pegando de tudo, mas não é bem assim, falo pra mimmuita calma nessa hora, kkkkkkk.

Então, vou ficando por aqui, e no próximo post venho falar desses produtinhos que comprei.

Beijos!!!

Decidi pela transição capilar

Olá meus amores!

Hoje quero falar com vocês sobre a decisão que tomei a respeito do meu cabelo. Pra ser bem sincera nem lembro como o meu cabelo é de verdade. Acho que eu tinha uns 8 ou 9 anos quando minha mãe me levou a uma cabeleireira para alisar meu cabelo.

Lembro que nesse salão algumas pessoas iam pra passar henê, e outras iam pra alisar os cabelos com objetos que eram aquecidos no fogo. E foi assim que começou a mudança na estrutura do meu cabelo. Era uma chapinha aquecida no fogo que deixava o meu cabelo bem lisinho. O que eu lembro hoje, ou melhor, o sentimento que trás essas lembranças, é o sentimento de vergonha. Era o que eu sentia pelos meus cabelos crespos. A sociedade dizia (e ainda diz) que o cabelo crespo era feio. Bonito era o cabelo alisado, com brilho, baixinho e “domado”.

Quando uma criança acredita que o seu cabelo é feio, ela passa a se sentir feia, a não se aceitar e o que acontece? A autoestima fica comprometida, passamos a negar como somos de verdade. Foi o que aconteceu comigo. Aos 12 anos comecei a usar henê  e continuei o alisamento do cabelo com chapinha e pente “quente”, muito usado até bem pouco tempo.

Sempre me senti muito preocupada com o cabelo. Se ele estava”perfeito”, alisado, com aparência bem cuidada. Quem me conhece bem, sabe dessa minha preocupação (neura) rsrsrsr… Essa não aceitação afeta negativamente a identidade da negra. A mulher ou homem, passa a construir uma imagem para ser aceita (o) e nega a sua verdadeira identidade. Constrói-se uma “aparência” para ser aceita na escola, no cursinho, para o namoradinho e assim vai. A gente acaba se perdendo nesse caminho.

Depois do henê passei para o relaxamento (guanidina), e isso já faz muito tempo. Há uns dois anos falei com a minha cabeleireira sobre mudar para o permanente afro, aí ela falou que os produtos não eram compatíveis e por isso eu deveria parar com o relaxamento. Pensei em todo o trabalho que seria ficar com o cabelo crespo e desisti.  Mais ou menos há uns 2 meses que venho pensando em parar com a guanidina. Mas sem ter ainda decidido, e pensando, pensando foi que nesse dia 10 de outubro relaxei o cabelo de novo. Quando chega à época de relaxar, a raiz fica bem volumosa  e me incomoda, uma vez que o restante do fio está liso.

Dias depois do relaxamento tomei a decisão de não fazê-lo mais. Cortei o cabelo no dia 16 de outubro e hoje ele está assim:

Por que essa decisão agora? Não aguento mais ver meu cabelo minguado, fraco e quebradiço. Como o cuidado e aparência do meu cabelo sempre foi uma preocupação, sempre faço massagens, mas mesmo assim ele não fica como eu gostaria, que é um cabelo saudável e com volume por igual. Pelo contrário, a química o deixa muito frágil.

A decisão está tomada, sei que não será fácil. Vou precisar de paciência e menos ansiedade para deixá-lo como de fato ele é, que na verdade nem eu sei como.

Vou fazer as hidratações e muita calma nessa hora. Mas nisso tudo o que eu penso ser mais importante do que parar com o alisamento, é assumir minha identidade e de fato como eu sou. Agora estou descobrindo isso. O preconceito não deixou de existir, ele está na mídia, nas ruas, velado ou não, continua presente nos dizendo que o cabelo crespo é “feio” e tentado colocar o negro num lugar que não é dele (dela), numa condição de menos valia e empobrecimento da alma.

Assim, resolvi sacudir a poeira do preconceito e me livrar da imposição do que é “belo”. Beleza cada um tem a sua. E eu vou em busca da minha.

Beijos e até o próximo post!